Ministro Barroso assume a possibilidade de adiar eleições 2020


Compartilhe

O ministro do STF Luís Roberto Barroso, futuro presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), assumiu nesta sexta-feira (01) que existe um risco real de adiamento das eleições municipais de outubro, pleito que definirá os novos prefeitos e vereadores em todo Brasil.

A preocupação externada pelo ministro ocorre em função do avanço dos indicadores do coronavírus no Brasil, o que certamente poderá implicar na realização do primeiro e do segundo turno das eleições, previstos para os dias 4 e 25 de outubro.

“Por minha vontade, nada seria modificado porque as eleições são um rito vital para a democracia. Portanto, o ideal seria nós podermos realizar as eleições. Porém, há um risco real, e, a esta altura, indisfarçável, de que se possa vir a ter que adiá-las”, sinalizou o ministro em transmissão ao vivo em uma rede social promovida pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

O ministro Barosso sucederá Rosa Weber na presidência do TSE no final do mês de maio e garante que, caso não haja um cenário propício para que as eleições aconteçam, a solução será o adiamento pelo prazo mínimo indispensável para que então ocorram com segurança.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner