Bolsonaro terá 72 horas para entregar gravações de reunião citada por Moro em depoimento


Compartilhe

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, deu 72 horas a contar desta quarta-feira (6) para que o governo federal entregue as gravações de uma reunião citada em depoimento pelo ex-ministro Sérgio Moro.

A reunião foi realizada no dia 22 de abril entre o presidente da república Jair Bolsonaro, seu vice, Hamilton Mourão e seus ministros, para apresentar o programa econômico Pró-Brasil, onde segundo Moro, o presidente teria cobrado a substituição do superintendente da PF do Rio de Janeiro e de Valeixo, além relatórios de inteligência e informação da PF.

Na mesma reunião, o presidente teria dito que, se não pudesse trocar o superintendente da PF do Rio de Janeiro, poderia então trocar o diretor-geral e o próprio ministro da Justiça. Essas reuniões eram gravadas e tinham participação de todos os ministros e servidores da assessoria do Planalto.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner