Havan entra com mandado de segurança, mas tem pedido negado e permanecerá fechada


Após ter sido interditada na sexta-feira (1º), a loja de departamentos Havan, mesmo sem constar no rol de atividades essenciais solicitou um mandato de segurança para reabrir suas portas, mas foi negado nesta terça-feira (5) e permanecerá fechada.

A interdição da loja foi motivada pelo pedido do Ministério Público Federal, que solicitou a lavratura de auto de infração com base na inobservância do decreto e das normativas sanitárias. O MPF recomendou a interdição total e, caso necessário, uso da força policial.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, amante de meditação e da boa cozinha. Contato: andersonsiqueira.br@gmail.com