“É devastador contra Bolsonaro”: dizem investigadores sobre vídeo de reunião que comprovam acusações de Sérgio Moro

0
99

O vídeo que integra inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre acusações do ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro contra o presidente da república Jair Bolsonaro (Sem partido), comprovou que o presidente quis fazer a troca no comando da Polícia Federal (PF) alegando perseguição contra sua família.

A reunião aconteceu no dia 22 de abril e foi citada por Moro em seu depoimento no dia 2 de maio, fontes da investigação informam que o teor do vídeo é devastador contra Bolsonaro pois comprovam as acusações que o ex-ministro fez contra o presidente eram verdadeiras.

Durante o encontro, Bolsonaro diz que sua família sofre perseguição no Rio de Janeiro e que, por isso, trocaria o chefe da superintendência da PF naquele estado. O presidente afirmou ainda que se não pudesse fazer a substituição, trocaria o diretor-geral da corporação e o próprio ministro da Justiça, na época, Sérgio Moro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui