Ministro Teich é surpreendido ao vivo com inclusão de barbearia, academia e salão de beleza como atividades essenciais

0
100

Mais uma vez o governo federal mostrou a falta de comunicação entre sua equipe, o ministro da saúde Nelson Teich, que assumiu o lugar de Henrique Mandetta, deveria ser o primeiro homem a ter conhecimento de medidas que envolvam a pandemia de Covid-19, mas não é assim que as coisas tem sido feitas.

Durante uma entrevista coletiva nesta segunda-feira (11), Teich foi surpreendido ao vivo por uma edição extra do Diário Oficial da União (DOU) com a classificação de três novas categorias como atividades essenciais: academias de ginástica, salões de beleza e barbearia.

O presidente Bolsonaro defendeu que essas atividades estão relacionadas com a saúde porque tratam do corpo e da higiene. Ao ser questionado, Teich, surpreso, afirmou não ter tido conhecimento desta mudança:

“O que eu acho hoje é o seguinte: se você criar um fluxo que impeça que as pessoas se contaminem, e se você criar condições e pré-requisitos para que você não exponha as pessoas ao risco de contaminação, você pode trabalhar retorno de alguma coisa. Agora, tratar isso como essencial é um passo inicial, que foi uma decisão do presidente, que ele decidiu isso aí. Saiu hoje isso? Decisão de? Manicure, academia, barbearia…. Não é atribuição nossa, é uma decisão do presidente. A decisão de atividades essenciais é uma coisa definida pelo Ministério da Economia. E o que eu realmente acredito é que qualquer decisão que envolva a definição como essencial ou não, ela passa pela tua capacidade de fazer isso de uma forma que proteja as pessoas. Só para deixar claro que isso é uma decisão do Ministério da Economia. Não é nossa”, disse Teich.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui