Intolerância: após agressões, jornais decidem não enviar mais repórteres ao Palácio da Alvorada


O ódio disseminado pelo presidente Jair Bolsonaro contra a imprensa, desencadeou uma série de agressões de seus apoiadores a profissionais da área, o que fez com que o Grupo Globo e o Grupo Folha retirassem seus repórteres da cobertura da entrada do Palácio da Alvorada por medo da intolerância.
Apoiadores que se aglomeram na entrada do Palácio em busca de atenção do presidente proferem xingamentos, ironias e até ameaças e tem ganhado tons cada vez mais agressivos de forma que nem os seguranças do local estão sendo suficientes para coibir as agressões. Isso fez com que as empresas tomarem as decisões de proteger seus profissionais.
As agressões ganham proporções maiores após o repórteres ouvirem um rol de xingamentos feitos pelo próprio presidente Jair Bolsonaro.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira