Coordenador do Gefron diz que policial recebeu soco de adolescente agredido em Plácido de Castro

0
70

Em uma postagem no Facebook, o tenente-coronel Rômulo Modesto, um dos coordenadores do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) no município de Plácido de Castro, disse que o adolescente Vinícius, 17 anos, havia desferido um soco em um dos policiais e por isso precisou ser imobilizado, o militar disse ainda, que somente depois da ação, foi informado por pessoas próximas ao adolescente de que ele sofria de problemas psiquiátricos.

Leia na íntegra a postagem de Rômulo Modesto:

“Para todo fato, sempre existem 2, 3 versões ou até mais. Julgar a ação policial atrás de um Bureau é fácil. Quase sempre no ar condicionado, com auxiliares, todinho e torrada integral á disposição. Ou em outros casos, crucifica-se a ação policial pela motivação política, fazendo cena para aparecer, com a pecha de defensor dos direitos humanos. E ainta tem aqueles que querem ver o circo pegar fogo, como é o caso do sites da vida. Jogam a notícia, sem checar os dados, ouvem só uma versão e essa nunca é a versão policial. Já que a maioria só ouviu a versão que está na mídia, trago aqui resumidamente a versão do GEFRON-AC, já que sou um dos Coordenadores Operacionais.

A missão de Plácido de Castro, foi um pedido do Sr. Prefeito ao Sr. Secretário de Segurança, para fazerem frente ao combate ao Covid 19 na cidade, uma vez que os moradores da cidade, não estavam seguindo orientação nenhuma e o índice de contágio ainda é um dos maiores do Estado. Posto isso, vamos ao fato específico. A Guarnição/GEFRON no serviço, abordou o agente nas ruas da cidade, em cima de uma motocicleta e simplesmente foi fazer uma abordagem de rotina. Além da orientação ao uso da máscara de proteção por conta do Covid. Em dado momento da abordagem, o Agente, descontrolado, desferiu um soco no policial, que o atingiu no olho esquerdo, dando causa a sua imobilização e prisão.

Quando de toda a movimentação da ocorrência, apareceram no local, vizinhos e parentes do agente, informando que o mesmo tem problemas graves de saúde, inclusive mentais e questionando á prisão. Bem, fato é que o agente, foi preso, algemado e conduzido á DP por conta da agressão ao Policial. Tudo isso constando em Boletim de Ocorrência. O Policial realizou o exame de corpo de delito e irá fazer as devidas representações em momento oportuno. Como Coordenador do GEFRON-AC, conhecer individualmente cada integrante, acreditar nas suas competências, honestidade e senso de justiça, acredito na versão policial.

Obviamente, que o caso vai ser apurado, uma vez que temos vários mecanismos de controle interno, além das de controle externo. E que prevaleça a verdade! Não a imagem de truculência que a mídia vende ou o que oportunistas políticos querem influenciar. Estou do lado dos policiais, principalmente do agredido no exercício da função e agradeço á Deus por ter preservado sua vida, uma vez que não são raros os casos de que numa abordagem aparentemente simples, polícias militares perderam suas vidas. Que nosso glorioso Deus nos proteja e nos conceda sabedoria para o exercício do nosso sacerdócio. Bom domingo á todos.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui