Sindicato dos Médicos do Acre denuncia ao MPAC falta de medicamentos e profissionais na saúde


Compartilhe

O Sindicato dos Médicos dos Médicos do Acre (Sindmed) vai encaminhar ao Ministério Público (MPAC) um relatório de vistorias realizadas nas unidades de saúde da capital e municípios acreanos.

O documento toma como base a estrutura oferecida pelas cidades para o combate à pandemia do coronavírus e foi abordado em uma videoconferência entre representantes do Sindmed e do Ministério Público do Acre (MPAC).

Entre os problemas evidenciados, destaca-se a falta de profissionais de saúde e medicamentos utilizados para o tratamento da Covid-19 nos municípios de Xapuri, Feijó e Brasileia, além dos Hospital Geral de Cruzeiro do Sul.

Em Rio Branco, o ponto crítico é basicamente a morosidade no fluxo de encaminhamento de pacientes para o Into e a abertura do atendimento ambulatorial, medida que pode ajudar na sobrecarga de atendimento nas demais unidades da capital.

O promotor do MPAC, Glaucio Oshiro, disse que aguarda o documento do Sindicato para verificar todos as falhas apontadas e tomar as providências necessárias.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner