Policial federal acusado de matar a própria filha de 2 meses vira réu junto com a mãe


Compartilhe

O juíz Alesson Brás, da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar decidiu tornar réu o policial federal Dheymerson Cavalcante dos Santos e, a mãe dele, Maria Gorete Cavalcante, suspeitos de matar a criança Maria Cecília Pinheiro, de dois meses de vida, que era filha de Dheymerson, em março do ano passado.

O pai e a avó da vítima vão responder ação penal, por homicídio. Maria Cecília Pinheiro, faleceu por ineficiência respiratória e obstrução das vias aéreas causadas pela quantidade excessiva de leite ingerido.

Maria Cecília só se alimentava de leite materno e tomou duas mamadeiras de leite industrializado enquanto estava sob os cuidados da avó e do pai, chegando a passar mal e morrer no Pronto Socorro de Rio Branco. De acordo com a investigação, o pai tinha conhecimento que a criança não podia tomar leite industrializado.

Após o caso, o policial federal teve a prisão preventiva decretada, mas não foi localizado no Estado, mas foi preso no dia 10 de outubro em Maceió (AL), solto três horas depois por um habeas corpus do Superior Tribunal de Justiça.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner