“Será que é intencional para ajudar o comércio farmacêutico?” Questiona N. Lima sobre falta de medicamentos


Compartilhe

Durante discurso na sessão remota da Câmara dos Vereadores de Rio Branco desta quinta-feira (18), o vereador N. Lima (Progressistas) levantou um questionamento acerca da falta de medicamentos básicos, que são utilizados no tratamento do Covid-19 nas unidades de saúde do estado e da capital acreana.

Lima disse que é no mínimo estranho os poderes públicos do estado e dos municípios deixarem faltar remédios básicos para pacientes da Covid-19, depois de tanto dinheiro investido. Disse ainda que vai apurar se há interferência política para beneficiar o comércio de medicamentos.

“Como pode faltar Tamiflu, um remédio barato e que poderia estar sendo disponibilizado nas unidades saúde?”, questionou o parlamentar.

O Vereador também mostrou preocupação com a crescente onda dos casos da Covid-19 e se diz receoso com a pouca fiscalização no cumprimento dos decretos estaduais e municipais. Segundo ele, tem comprovado nos lugares por onde passa.

“Uma parcela dos empresários não respeitam os decretos e não cumprem as normas de segurança nos comércios que ainda estão funcionando. Quando saio de casa e percorro a região da Vila Acre, o que vejo é tudo aberto, pessoas entrando sem máscaras e nenhuma exigência dos proprietários”, finalizou o N. Lima.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner