Após 80 anos, museu de Nova York vai retirar estátua de Roosevelt por ser considerada racista


Compartilhe

O Museu de História Natural de Nova York, Estados Unidos, decidiu retirar a estátua do ex-presidente Theodore Roosevelt da sua entrada principal em um momento de intensa campanha nacional contra os monumentos históricos considerados racistas que iniciou após a morte de George Floyd por um policial no dia 25 de maio.

A estátua foi erguida em 1940, na inauguração do museu, em homenagem ao ex-presidente que governou o país de 1901 a 1909 que é considerado um dos primeiros conservacionistas e naturalistas americanos. Mas apesar disso, sua estátua de bronze o apresenta poderoso, a cavalo, ao lado de um negro e um indígena a pé a cada lado, simboliza para muitos o colonialismo e a discriminação racial.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, aceitou o pedido para retirar a estátua de Roosevelt da entrada do museu, localizada no Central Park:

“O Museu Americano de História Natural pediu para remover a estátua de Theodore Roosevelt porque apresenta explicitamente negros e indígenas como subjugados e racialmente inferiores. A cidade apoia a solicitação do museu”, afirmou De Blasio.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner