Futuro do entretê, “novo normal” e transformação digital


Compartilhe

O que essas coisas podem dizer sobre o futuro da sua empresa?

Esse ano, o mês de São João passou voando e algumas empresas, instituições e pessoas parecem nos mostrará o futuro dos eventos culturais, como também que lições podemos tirar dessa transformação digital.

 E por isso, gostaria de compartilhar com vocês, três temáticas que vão te ajudar a perceber que a sua empresa também precisa estar conectado às mudanças digitais.

  • Futuro do Entretê! 
  • É novo normal, adapte-se! 
  • Transformação digital

Futuro do entretê!


O cheiro de festa junina, quentão e pipoca já está no ar! E não é o isolamento social que vai tirar essa animação dos apaixonados por essa época do ano. Alguns artistas, empresas e instituições já deixaram evidente que não vão abrir mão das comemorações e farão lives nesse final de semana. Exemplo disso é Alceu Valença e Elba Ramalho, que se apresentam no hoje, dia 27. 

Por isso, eu digo: acostume-se! As lives chegaram para ficar no mundo do entretenimento e o que parecia ser algo já saturado, passou, na verdade, a ser mais uma forma dos artistas chegarem em diferentes públicos e de maneira mais acessível.

Se eu fosse você aproveitaria enquanto a programação é gratuita, já que a tendência é de que ingressos sejam cobrados no futuro.

Sim, as lives poderão ser cobradas. Imagine um show, onde você tem a opção de ingressos, camarote, área vip, pista e “live”. Pode parecer estranho agora, mas vai por mim, isso é o futuro!

Foto/Reprodução

E falando em evento online, a San Diego Comic Con (SDCC), considerado o maior evento de cultura pop do mundo, vai, pela primeira vez em 50 anos, receber virtualmente pessoa de todo o mundo. O porta-voz da San Diego ComicCon, David Glanzer falou que “embora as condições de permanência em casa tornem esse período muito difícil, vemos isso como uma oportunidade de espalhar alegria e fortalecer nosso senso de comunidade”.

Isso quer dizer que você, exatamente aí onde você está agora, vai poder poder participar de exposições, promoções e conhecer produtos de edição limitada e exclusivos. 

Não sei como, mas os organizadores estão pensando em fazer um baile de máscaras, jogos e muitas outras atividades das quais os fãs vão poder participar de suas próprias casas.

É o novo normal, adapte-se!

Acredito que você já percebeu que estamos passando por um momento de transformação, pois muita coisa mudou. E o que mais tenho ouvido é o termo “novo normal”.

Mas vou confessar que não acho nada normal, ficar dia e noite dentro de casa, transformando o lar em local de trabalho, estudo, lazer, ginástica, restaurante. Minha casa não estava preparada pra isso. Creio que isso também pode estar acontecendo com outras pessoas. Sem falar que agora temos que dar banho em pacote de bolacha, passar álcool 70% em tudo e torcer pra que dê certo! 

Mesmo entendendo que normal, pode ser compreendido como usual, regular, de preferência sem esforço, penso que podemos nos adaptar e tirar boas lições desse momento.

Lembra da famosa frase: “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”? Apesar de ser atribuída a Charles Darwin, na verdade, ela nunca foi dita por ele. Porém, a premissa não deixa de ser verdadeira, especialmente, neste momento.

(Fique tranquilo! Faça isso no seu tempo, peça ajuda se precisar.)

E se até o nosso dia a dia se modificou e agora estamos vivendo o “novo normal”, é importante perceber que em outros ambientes as mudanças estão acontecendo. 

 
Transformação Digital

 

O termo Transformação Digital parece algo distante, de tão sofisticado que ele é. Mas na prática se refere a como deixar nossos negócios mais virtuais, adaptado aos consumidores, cada vez mais conectados. Essa transformação não é novidade, mas nunca esteve tão em alta, por ser tão necessária. 

Esse termo muito utilizado por bancos, mercado financeiro e principalmente pela área de tecnologia da informação.  Transformação digital é um conceito muito mais amplo, que vem se acelerando e consolidando cada vez mais em 2020. Em tempos de Isolamento social, para uma empresa existir e seguir faturando, ela tem que ter de alguma maneira pelo menos um processo do negócio, da sua venda, feita pela internet.  

 
Mas não se engane, achando que transformação digital é apenas “ir para internet”, note os como os artistas consagrados e a própria ComicCon, que por muito tempo já possuíam sites e diversos canais de comunicação, estão se transformando e inovando, observando o comportamento e a necessidade do seu público, focando nas pessoas. 

 

Então na hora de pensar transformação digital da sua empresa, pense, que serviço que eu posso agregar?  Tom Peter, no livro Reimagine, fala bastante a respeito da importância da gente gerar experiências para o cliente, encantar o cliente e surpreendê-lo. 

 

Mas não esqueça, apesar de estarmos falando de transformação digital, foque nas pessoas, humanize-se. Penso que independente da área de atuação, quem implementar essa transformação, com atitude, vivendo cada passo de cada vez, sairá na frente. 


Fiquem bem, e até a próxima!   

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Marcelo Gomes

Carioca/Acriano, pai, filho e marido. Sempre atento as inovações tecnológicas, marketing e empreendedorismo.
Close Bitnami banner