Aprenda a fazer um quibe de arroz fácil e crocante com o chef Johnny Rocha

0
214

Se você é acreano como eu e tem orgulho da nossa comida, está na hora de aprender a fazer um autêntico, crocante e delicioso quibe de arroz, iguaria que você não encontra fácil em nenhum outro lugar do Brasil e que dá uma saudade tremenda quando você passa um tempo sem comer.

Como sempre, vale lembrar que você pode tirar dúvidas e acompanhar o passo a passo da receita no meu instagram: @jhonnyratts

Ingredientes da Massa

500g de arroz (de preferência arroz quebrado)
2 colheres de colorau
Sal a gosto

Recheio 

500g de carne bovina moída
1 dente de alho ralado
1/2 cebola picada
1 pimentinha de cheiro picada
1 colher de chá de colorau

Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de Preparo

Em uma panela larga do fundo grosso junte o arroz, o colorau, o sal e aproximadamente 1,5l de água para cozinhar em fogo baixo com a panela parcialmente tampada. Depois que toda a água evaporar desligue o fogo, tampe a panela e aguarde de 5 a 10 minutos para que o calor do próprio arroz finalize o processo de cozimento.

Em seguida amasse o arroz com o auxílio de um pilão ou com as próprias mãos, mas pra isso aguarde ele esfriar por completo pra não correr o risco de sofrer uma queimadura.
O arroz vai se tornar uma espécie de massa bem pegajosa depois de amassado.

      • Dica: assim q desligar o fogo do arroz acrescente 2 colheres de manteiga e 50g de farinha de cruzeiro do Sul pra dar mais sabor e crocância para o seu quibe

Recheio

O recheio do quibe segue a mesma receita da carne moída usada para fazer a baixaria que aprendemos na semana passada, então dá uma conferida lá:

Modelagem

Molhando sempre as mãos com água pegue porções da massa, manuseie um pouco pra homogeneizar, faça primeiro uma bola com a massa, depois abra uma cavidade no meio tipo concha, recheie com a carne e modele, feche a bolinha e modele no formato de quibe. (Passo a passo no insta)

Frite em óleo quente

Essa receita rende 12 quibes grandes

Execução do quibe de arroz. Imagens/Johnny Rocha

Deixe uma resposta