De algozes a melhores amigos: Pedro Valério faz ‘arminha’ em boas vindas ao Major Rocha no PSL


Compartilhe

Após uma verdadeira novela envolvendo o presidente do Partido Social liberal (PSL), Pedro Valério e o vice-governador Major Rocha, finalmente, tudo parece está resolvido, fazendo o sinal da “arminha” popularizada no partido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Valério deu as boas vindas ao novo integrante do partido.

Valério chegou a declarar em um áudio que Rocha era um inimigo que ‘quer nos destruir’ e um mentiroso, parece ter mudado a postura da noite para o dia após a chegada do vice-presidente nacional da sigla, o deputado federal Júnior Bozella, de São Paulo.

O acordo é que Valério comanda o partido ao nível de Estado, mantendo as candidaturas já pré-definidas no interior e, Rocha no município de Rio Branco, onde poderá cumprir o seu grande objetivo óbvio, que é de apoiar a candidatura do tucano Minoru Kinpara, apesar de ele negar, como fez em seu discurso.

“Acho que por falta de habilidade minha, deu toda essa confusão. Não estou no PSL com interesse de ser presidente do partido, vim para somar, para ajudar o estado e o país. Quero deixar bem claro que não vou para a campanha do PSDB, agora eu sou PSL”, afirmou Rocha.

Rocha concluiu deixando aberta a possibilidade de se candidatar ao governo do Acre em 2022: “Tenho uma relação muito boa com o governador. Se ele não for candidato, eu vou para a reeleição. Vamos tornar o PSL um partido ainda mais forte”.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner