Estado não paga empresa e Polícia Civil fica sem acesso a sistema de identificação: “Ninguém sabe quem é quem”


Compartilhe

A empresa Thomas Greg e Sons, que presta serviços de identificação para a Polícia Civil do Acre, suspendeu a operação no Estado por falta de pagamento.

Serviços como emissão de identidade, certidões de antecedentes criminais e identificação de presos e vítimas em delegacias estão comprometidos em virtude da inadimplência do Estado.

De acordo com um escrivão de polícia civil, que falou ao Correio 68, mas pediu para não ser identificado, as delegacias estão sem acesso ao banco de dados e tendo dificuldade para identificar vítimas e até presos.

“Ninguém sabe quem é quem. Se eu precisar identificar alguém, não consigo. Se a vítima ou o preso não tiver com o documento, eu não tenho como comprovar que ele é quem afirma ser”, revelou.

Ainda sobre o impacto que a suspensão vem provocando no trabalho da polícia, o escrivão completa: “O sistema de identificação é o básico para o Estado, sem ele, o Poder Público perde o controle social e a polícia civil a ferramenta básica de trabalho”, finalizou o escrivão.

O Correio 68 tentou contato com o Instituto de Identificação do Acre, através dos telefones institucionais, mas até o fechamento desta reportagem ninguém atendeu as ligações.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner
Bitnami