BMW que fazia ‘racha’ e matou motociclista na Antônio da Rocha Viana pertence a ex-juiz eleitoral; filho estaria dirigindo


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O veículo de luxo da marca BMW que se envolveu em um acidente, que terminou com a morte da motociclista Jhonliane Paiva de Souza, de 30 anos, na manhã desta quinta-feira (6) na Avenida Antônio da Rocha Viana, pertence a um advogado e ex-juiz eleitoral.

Segundo informações de testemunhas, o veículo de luxo estava disputando um “racha” com outro veículo não identificado no momento do acidente. Após colidir com a moto da vítima, uma motocicleta modelo Honda Biz, Jhonliane teria sido arrastada por vários metros no asfalto.

Como o condutor se evadiu do local sem prestar socorro a vítima, a única informação até o momento é de que o veículo pertence ao advogado e ex-juiz eleitoral José Teixeira Pinto. Segundo informações colhidas pela polícia no local do acidente, o filho do advogado, Ícaro José da Silva Pinto, era quem dirigia o carro no momento da colisão.

Um vídeo gravado por uma câmera de segurança mostra momentos antes do acidente, com os carros em alta velocidade.

A reportagem tentou contato com o advogado em seu número profissional, mas não obteve êxito até o fechamento desta matéria. No entanto, o grupo Correio 68 permanece com o espaço aberto para eventuais esclarecimentos.

 

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.

One thought on “BMW que fazia ‘racha’ e matou motociclista na Antônio da Rocha Viana pertence a ex-juiz eleitoral; filho estaria dirigindo

  1. Esse é um cenário corriqueiro no Brasil. Embora o lamentável sejam as preciosas vidas que são subtraidas, os noticiários ainda mostram mais do autor dos sinistros, do que das vítimas. Seria interessante saber quem foi essa pessoa que morreu, deixou família? Quais consequências essa morte vai trazer para a família? O Estado presta algum atendimento psicológico ou de Assistência Social? Seria bom. Quanto ao autor, sabe os rigores da lei? Devem ser aplicados ou pelo menos deveriam.

Comments are closed.

Close Bitnami banner