Perfil de um jovem agressivo: Ícaro já espancou italiano em bar; homem teria apenas esbarrado nele


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

Ícaro José da Silva Pinto, de 33 anos, ficou conhecido nas páginas do Acre em uma data importante para o Estado. O 6 de agosto, data de coragem e glória foi totalmente substituído esse ano pela covardia e irresponsabilidade, o atropelamento de Jonhliane Paiva de Souza, de 30 anos, que foi morta a caminho do trabalho quando foi atingida por uma BMW em alta velocidade, dirigida por Ícaro, que segundo sua própria namorada, havia ingerido bebidas alcoólicas.

O que poucos devem saber é que não é a primeira vez que o rapaz se torna conhecido em um lugar pelas suas práticas, no dia 8 de junho de 2013, em Ilhéus (BA), o fisioterapeuta já havia protagonizado outra história, o espancamento de um turista italiano identificado como Marco Belli, que precisou se submeter a três cirurgias após ter esbarrado com Ícaro em um bar chamado Mar Aberto.

As páginas policiais baianas contam que por volta das 2h40min, Marco Belli se esbarrou com Ícaro Pinto, o que gerou uma discussão, o turista vendo o rapaz que na época tinha 26 anos, alterado, decidiu pegar um balde de gelo no balcão, que havia sido solicitado por Ícaro e entregou a ele, como sinal de que não queria confusão. Mas o fisioterapeuta começou a insultar o italiano dizendo ele estava sendo ousado, sem entender português, Marco apertou a mão do acreano e os dois deram um tapinha nas costas, como sinal de paz.

O italiano Marco Belli foi covardemente espancado ao se esbarrar em Ícaro. 📸: Blog Pimenta

Tudo parecia resolvido, até que Ícaro volta ao salão onde estava bebendo, com o irmão Jonathas Pinto e um amigo identificado como Marcus Vinícius. Momentos depois, Marco Belli que estava sentado em um balcão é agredido pelas costas pelos três rapazes, sem direito a defesa, ele cai no chão e começa a ser pisoteado e recebeu chutes, segundo uma amiga de Belli que foi testemunha da agressão.

 “Alguns minutos depois, Belli é atacado pelas costas, sem direito a defesa, pelo Ícaro e mais dois, jogado no chão e pisoteado e golpeado por chutes na cabeça, rosto, pernas, em todo corpo” – narra a testemunha

O italiano foi socorrido e levado para o hospital, enquanto os três foram encaminhados para a Delegacia Central, onde foram soltos após pagamento de fiança, já que os três vinham de famílias com boas condições financeiras, o processo corre na 1ª Vara Criminal da Comarca de Ilhéus.

No Acre, Ícaro tenta repetir a história e escapar da justiça a maneira que pode, sem comunicar as autoridades responsáveis saiu da comarca e foi para Fortaleza (CE). A defesa solicitou aos policiais que não acionassem a justiça cearense após o mandado de prisão ser expedido, ditando a data e a hora para que ele fosse preso no Acre, mas um cerco policial conseguiu prender o rapaz na fronteira com Rondônia, no último sábado (15) e sua liberdade por habeas corpus foi negada nesta segunda-feira (17), para alívio da família de Jonhliane, que jamais irá superar essa dor.

As fontes utilizadas para esta matéria foram retiradas de O Tempo Jornalismo, Blog do Povo da Bahia, Ubatã Notícias e Blog Pimenta.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner
Bitnami