É verdade: Marcos Dione vai trabalhar em São Paulo e manda recado aos acreanos: ‘gratidão, essa é a palavra’


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O repórter Marcos Dione, que se tornou um verdadeiro fenômeno no Acre e em todo o Brasil com seu jeito único de fazer reportagens, vai alçar voo para o estado de São Paulo para decolar em sua carreira, o jornalista recebeu uma proposta para trabalhar em Cubatão (SP), município da baixada Santista onde tem muitos fãs e decidiu aceitar o desafio: “me conheceram pelo meu trabalho e ao saberem que eu trabalhava sem remuneração e que ainda saí da TV, me fizeram uma proposta”, disse ao Correio 68.

Nascido e criado no bairro Taquari, na periferia de Rio Branco, o menino Marcos Dione sempre sonhou em trabalhar na televisão, a oportunidade veio no final de 2019 e ele só precisou de poucos meses para mostrar ao mundo o seu talento, foi com o bordão “é verdade”, que usa para iniciar suas reportagens e sua famosa ‘viradinha’ com ar de suspense que ele arrancou risadas e atenções, colecionando fãs pelos quatro cantos do Brasil ao aparecer no programa Alerta Nacional, apresentado por Sikêra Jr.

📸: Marcos Dione em participação no programa Alerta Nacional, da RedeTV em 2020

Em julho, viveu momentos difíceis na carreira ao anunciar em uma rede social que trabalhava em uma filial da RedeTV no Acre sem remuneração, apenas pelo amor à profissão, o fato lhe rendeu a demissão da emissora e desde então vem recebendo o carinho e solidariedade daqueles que o admiram tanto pelo seu talento, como pelo seu visível carinho ao que mais gosta de fazer.

📸: Com um jeito único de fazer jornalismo, o jovem acreano conquistou fãs em todo o Brasil

No Acre, Marcos Dione deixará saudades, mas assim como tantos outros que deixaram essas terras para serem verdadeiros destaques em suas carreiras, ele promete dar o seu melhor para dar orgulho ao seu estado. Ao Correio 68, ele disse:

“Sou e sempre serei grato ao povo do meu estado, foi aqui que nasci, cresci e realizei meu sonho de ser jornalista. Minha vontade era poder abraçar cada pessoa que me apoia mesmo sem me conhecer. Gratidão, essa é a palavra.”
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner
Bitnami