Por que a neve é tão rara no Brasil, mesmo em regiões muito frias?


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

Flocos de neve caindo do céu e repousando sobre as árvores, carros e telhados em uma cena poética como nos filmes. No Brasil uma imagem dessas é rara, mas já aconteceu diversas vezes além deste ano, principalmente na região Sul.

O fenômeno, porém, é raro porque necessita da combinação de uma série de fatores para ocorrer. Meteorologistas ouvidos pela BBC News Brasil disseram que os principais são a formação de nuvens, local de altitude elevada e ação de uma massa de ar frio.

O meteorologista do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) Diogo Arsego explica, de maneira simplificada, que a neve é basicamente uma chuva no inverno. Então, ela precisa de todas as condições para a formação de uma chuva aliadas a baixas temperaturas para se formar e cair.

“É necessário umidade e um mecanismo que favoreça a formação de nuvem. Normalmente, você tem movimentos de baixo para cima, que carregam umidade e favorecem a formação de nebulosidade. A passagem de uma frente fria associada a esse cenário gera a neve”, afirmou.

Ele diz que, em temperaturas baixas, isso causa a formação de flocos de neve dentro da nuvem, e eles caem. Este é outro momento importante para a neve consiga chegar até a copa das árvores e telhados das casas.

“Para que ela atinja a superfície, é necessário que a temperatura entre a nuvem e o solo esteja abaixo de zero grau ou muito próxima disso. Caso contrário, esse floco vai derreter e virar gota no caminho”, afirmou Arsego.

Chuva congelada

O meteorologista explica que no meio do caminho entre a nuvem e o solo, pode acontecer um fenômeno conhecido como chuva congelada. Em vez de chegarem flocos, cai gelo.

“Isso acontece quando o floco formado na nuvem encontra uma camada quente e vira gota de chuva, mas logo depois pega mais uma camada abaixo de zero grau e congela”, explicou.

Para que a neve chegue no chão da mesma maneira que ela saiu da nuvem, é necessário que a atmosfera esteja com uma temperatura abaixo de zero em todo o trajeto — o que geralmente ocorre em locais de altitude mais elevada, onde é mais frio. Isso explica por que o fenômeno é tão raro no Brasil.

As exceções são os pontos mais altos de Santa Catarina, como São Joaquim, e a Serra Gaúcha, no Rio Grande do Sul.

Texto: BBC

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner
Bitnami