Ícaro deve continuar preso no BOPE, justiça nega pedido do Ministério Público sobre comprovação de nível superior


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

A Justiça através da 2º Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar negou o pedido do promotor de Justiça Efrain Enrique Mendonza para que Ícaro Pinto, de 33 anos, apresentasse diploma de nível superior. O jovem está preso no quartel do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em condição privilegiada, mesmo não tendo apresentado o seu diploma.

A decisão foi do juiz Alesson Braz que escreveu: “Indefiro o pedido do Ministério Público. O documento juntado pela Defesa de Ícaro José da Silva Pinto (p.267) satisfaz e cumpre a finalidade de comprovar o ensino superior do representado”.

O juiz disse ainda que cabe ao Ministério Público do Acre (MPAC), comprovar suas alegações de que Ícaro não concluiu o curso de Fisioterapia. O rapaz está preso desde o último sábado (16), acusado de homicídio contra Jonhliane Paiva, de 30 anos, segundo investigações, ele estava disputando um ‘racha’ após ingerir bebidas alcoólicas, quando atropelou e matou a jovem, que estava em uma motocicleta a caminho do trabalho.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner
Bitnami