Aos 100 anos, avó do ex-lateral Roberto Carlos supera Covid-19 e volta para casa em Cordeirópolis

0
118
Voiced by Amazon Polly

Aos 100 anos, dona Gismalia dos Santos Silva entrou para o grupo dos que venceram a Covid-19. Avó do ex-lateral Roberto Carlos, campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002, a idosa recebeu alta e voltou para casa, em Cordeirópolis (SP), depois de 30 dias internada por conta das complicações da doença. Apesar de ainda precisar de suporte respiratório, a recuperação foi motivo de festa para a família.

Oscar Pereira da Silva, de 70 anos, pai de Roberto Carlos e filho de dona Gismalia, diz que o último mês foi de apreensão. Apesar da idade avançada, ele conta que a mãe centenária era independente antes da doença e que do aparecimento dos primeiros sintomas para uma piora do quadro foi muito rápido.

“É um negócio estranho. Foi de uma sexta para o sábado que piorou. Começou a reclamar, mas estava bem, sem falta de ar. Logo pela manhã minha sobrinha me ligou e atacou de uma vez”, relembra.

Com a dificuldade para respirar, dona Gismalia foi levada a um hospital de Limeira (SP), onde permaneceu por exatos 30 dias na enfermaria, sempre com o uso de oxigênio. O filho destaca que, “ainda bem”, a mãe não precisou de intubação ou atendimento na UTI.

“Olha, ela é muito forte, graças a Deus. Apesar da idade, nunca precisou de ninguém. Andava, comia, bebia, tudo normal. Essa força ajudou. Tem gente que nem acredita que ela tem essa idade”, afirma.

Para que a alta hospitalar de Gismalia fosse possível, a família precisou instalar um cilindro de oxigênio para a idosa. No sábado (12), Oscar foi buscá-la em Limeira e a festa pela recuperação, que tornou-se comum aos que superam a Covid-19 nas saídas de hospital, ocorreu em casa.

“Lá no hospital foi rápido, saímos e viemos para Cordeirópolis. Aqui foi uma alegria. Vieram parentes, amigos e até o prefeito”, conta o filho.

Mãe de cinco filhos, dois deles já mortos, dona Gismalia, lembra Oscar, já é tataravó – o ex-lateral Roberto Carlos, hoje com 47 anos, já é avô, por exemplo. “O Roberto está cheio de filhos”, brinca Oscar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui