Após o congelamento de salário mínimo, governo estuda restringir seguro-desemprego para financiar o Renda Brasil

0
114
Voiced by Amazon Polly

Após o senador Márcio Bittar (MDB) que é relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo, propor incluir na nova versão do texto o congelamento do salário mínimo para abrir espaço no Orçamento e ajudar a financiar o Renda Brasil, novo programa social em elaboração pelo governo Bolsonaro, que estará no mesmo projeto, o governo avalia restrições no seguro-desemprego .

Segundo o secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, o estudo prevê duas possibilidades: aumento da carência, ou seja, do tempo mínimo de serviço para que o trabalhador tenha direito ao benefício; redução no número de parcelas a serem pagas.

Pelas regras atuais, o primeiro pedido pode ser feito após 12 meses de trabalho, e o seguro é dividido entre três e cinco parcelas.
O Brasil tem hoje uma taxa de desemprego de 13,3%, que atinge 12,8 milhões de pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a maior taxa de desemprego desde o trimestre terminado em maio de 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui