AGUARDANDO JURI

Justiça nega mais uma vez revogação de prisão para dupla envolvida na morte de Jonhliane Paiva


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

A Justiça do Acre voltou a negar mais um pedido de revogação da prisão dos motoristas Ícaro José da Silva Pinto e Alan Araújo de Lima, envolvidos no suposto racha que atropelou e matou Johnliane de Souza, de 30 anos, em 6 de agosto de 2020. A decisão é do juiz Alesson Braz da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco e Auditoria, publicada nessa segunda-feira (31).

Ícaro Pinto dirigia a BMW que atropelou e matou Johnliane e Alan Araújo de Lima, conduzia o outro veículo envolvido no suposto racha. Os dois foram pronunciados no dia 12 de maio e vão a júri popular. Os dois estão presos desde agosto do ano passado.

A defesa de Alan Lima, que segue preso no Batalhão de Operações Especiais (BOPE), afirmou que a pedido da família não vai recorrer da decisão e deve aguardar o júri, segundo informou a advogada Helane Christina.

“O processo em si já dava muito cabimento para que, pelo menos o Alan, já estar respondendo em liberdade. A família decidiu, pelo menos neste momento, até pra não prolongar essa prisão por não recorrer e já deixar o Alan ir a júri, para tentar resolver logo essa situação. Então, para encurtar o sofrimento, a família decidiu não recorrer”, disse.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
FONTE: G1

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner
Bitnami