FIQUE ATENTO

Levantamento do TCE aponta que 345 servidores públicos receberam parcela do auxílio emergencial indevidamente


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

Um levantamento feito pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-AC) e pela Controladoria Geral da União no Acre (CGU) revelou que 345 servidores estaduais e municipais do Acre receberam, indevidamente, o Auxílio Emergencial do governo federal em 2021. Os valores pagos a esses servidores ultrapassam R$ 69 mil.

Os números foram divulgados nessa terça-feira (8) pelo TCE. Esses dados, inseridos em uma nota técnica, são referentes ao pagamento da primeira parcela do benefício, liberada no mês de abril.

Em julho de 2020, o TCE-AC identificou que foram pagos mais de R$ 2 milhões para 2,7 mil a servidores públicos. A parcela, no entanto, na época, era de R$ 600.

O TCE-AC destacou que é possível que nem todos os servidores identificados solicitaram o pagamento. Alguns podem ter sido inseridos automaticamente no calendário de recebimento por estarem inscritos no CadÚnico ou no Programa Bolsa Família.

Outra possibilidade é de que o CPF do servidor pode ter sido usado indevidamente por outra pessoa. Nesse caso, o funcionário deve ir até uma delegacia registrar um boletim de ocorrência.

Em caso de erro, o servidor deve devolver o dinheiro. Basta acessar o site e retirar uma guia de recolhimento bancário.

O presidente do TCE-AC, Ronald Polanco Ribeiro, explicou que em 2020 foram identificados mais de R$ 2 milhões em pagamentos indevidos do auxílio. Para ele, essa redução nos valores pagos é resultado já dos trabalhos de fiscalização dos órgãos.

“A CGU tem as informações de quem recebeu o auxílio emergencial e nós temos os servidores municipais e estaduais e, no cruzamento, se percebeu que muitos servidores públicos receberam os valores. Ano passado foi mais de R$ 2 milhões e agora pouco mais de R$ 60 mil, ou seja, é resultado dessa parceria”, destacou.

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner
Bitnami