EXECUÇÃO

Monitorado por tornozeleira eletrônica é executado com 5 tiros na porta de casa


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O preso monitorado Luã Silva Santos, de 30 anos, foi assassinado a tiros nessa quarta-feira (16) na porta de casa no bairro José Hassem, em Epitaciolândia, no interior do Acre.

O delegado responsável pelo caso, Luis Tonini, disse que a mulher da vítima relatou que eles estavam em casa quando dois homens apareceram no local e chamaram por Santos. Quando ele chegou na porta, um dos homens sacou uma arma e iniciou os disparos de arma de fogo contra o presidiário.

Santos ainda correu para fora, mas foi acompanhado pela dupla, que continuou com os tiros até ele cair. Uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) foi acionada, mas ao chegar no local a vítima já estava sem vida. Ao menos cinco tiros acertaram o preso.

Conforme o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), Santos estava em monitoramento eletrônico desde o último dia 12 de fevereiro, quando deixou o presídio.

Luã Silva Santos estava em casa quando foi chamado por dois homens e ao sair levou os tiros — Foto: Arquivo/Iapen-AC
Luã Silva Santos estava em casa quando foi chamado por dois homens e ao sair levou os tiros — Foto: Arquivo/Iapen-AC

O delegado informou que a motivação do crime ainda não foi completamente fechada, mas que há suspeita de guerra entre facções ou até mesmo uma retaliação, uma vez a que Santos tinha gravado um vídeo, recentemente, saindo da facção criminosa. No entanto, ele continuava vendendo drogas na região pelo que foi apurado pela polícia.

“Ele estava em casa com a família, chegaram dois indivíduos, provavelmente, foram comprar entorpecente com ele, e ele acabou sendo emboscado. Porque um dos caras que chegou no local, já chegou para matá-lo. A motivação, provavelmente, foi questão de rixa de facções, embora ele tenha feito um vídeo, rasgando a camisa, como eles falam. Mas ele ainda estava traficando, inclusive ao lado do corpo foi achada uma peça de maconha que seria a que ele iria vender”, disse o delegado.

O corpo de Santos foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco para os devidos procedimentos. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil da cidade para chegar nos autores do homicídio. A polícia ainda fez buscas na região, mas ninguém foi preso.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner
Bitnami