FACCIONÁRIO

Conselheiro do Bonde dos 13 é condenado à prisão após denúncia do Ministério Público do Acre


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), obteve a condenação, perante a 4ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, da principal liderança e um dos conselheiros fundadores da organização criminosa “Bonde dos Treze”, a um total de 13 anos de reclusão em regime inicial fechado.

Marcos da Cunha Lindoso, vulgo “Dragão”, foi condenado pelo crime de integrar organização criminosa, com agravamento da pena por exercer comando, uso de arma de fogo, envolvimento de adolescente e manter conexão com outra organização. Atuou na instrução criminal o promotor de Justiça Júlio César de Medeiros, membro do Gaeco.

Marcos havia sido preso em abril de 2016 durante a “Operação Fim da Linha”, realizada em conjunto pelo MPAC e Polícia Civil após investigações sobre ataques realizados pelo grupo criminoso que liderava, que teve como alvo o incêndio de coletivos e outros veículos, além da realização de disparos de arma de fogo contra instituições públicas.

O sentenciado foi resgatado no mês seguinte por dois homens armados que renderam o agente penitenciário que o acompanhava durante uma feira de artesanato no Mercado Velho, na região central de Rio Branco, após ter sido liberado pela Justiça junto a outros presos para participar do evento como expositor de produtos artesanais.

Ele ficou foragido até dezembro de 2018, quando foi capturado pela Polícia Civil em São Paulo na “Operação São Jorge”, realizada em conjunto com a Polícia Civil do Acre, após 7 meses de intensas investigações. Foram apreendidos com ele, na ocasião, três tijolos de cocaína, quatro celulares, um veículo Toyota Camry blindado, 50 bananas de dinamite (cordel) e seis RG’s.

Durante o tempo em que esteve foragido, o sentenciado adquiriu identidade falsa e vivia uma rotina de luxo em São Paulo com sua esposa, também presa em flagrante durante a operação.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Assessoria de Comunicação

Close Bitnami banner
Bitnami