FISCALIZAÇÃO

Coren encontra remédios vencidos em UTI da maternidade e Pronto-Socorro de Rio Branco


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

Equipes do Conselho Regional de Enfermagem do Acre (Coren-AC) encontraram medicamentos vencidos durante fiscalizações na Matenidade Bárbara Heliodora e o Pronto Socorro de Rio Branco. Entre esses medicamentos estão remédios usados na intubação de pacientes na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) das unidades, inclusive na UTI Neonatal da maternidade

À Rede Amazônica Acre, a coordenação do Coren-AC explicou que a fiscalização na maternidade ocorreu nessa segunda-feira (5) e no PS nesta terça (6). Na UTI Neonatal da maternidade foram achadas as seguintes medicações fora do prazo:

  • Cloreto de potássio;
  • Flumazenil;
  • Aminofilina;
  • Soro fisiológico;
  • Fenobarbital

“Durante a fiscalização inspecionamos carrinhos de emergência, que é o que dá o suporte ao profissional em caso de uma parada cardíaca, por exemplo. Esse carrinho precisa ser checado diariamente e verificamos que não está sendo checado, não porque a enfermagem não quer checar, mas, sim, em decorrência da sobrecarga de serviço que a enfermagem tem sofrido”, defendeu a coordenadora de fiscalização Coren-AC, Ravena Ferreira.

Fiscalização na maternidade achou paredes descascadas e faltando manutenção  — Foto: Arquivo/Coren-AC
Fiscalização na maternidade achou paredes descascadas e faltando manutenção — Foto: Arquivo/Coren-AC

Após a fiscalização, um termo de fiscalização com o relatório de inspeção será elaborado para ser enviado para as unidades de saúde. Na maternidade, o Coren-AC teria encontrado também a estrutura de algumas salas comprometidas e um ambiente insalubre.

O relatório, segundo a coordenadora, vai servir para reforçar o pedido de tutela de urgência para contratação de profissionais de saúde para a maternidade.

“Mas, isso é importante frisar, que é em decorrência ao déficit de profissionais que estamos enfrentando. Então, a enfermagem não consegue, mesmo que essa atribuição seja só do profissional enfermeiro, a gente tem se sentido sobrecarregado em relação ao subdirecionamento que entramos dentro das instituições”, diz.

*Leia a matéria completa em G1 Acre

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner
Bitnami