SOLIDARIEDADE

Família de professora que morreu de Covid-19 faz bazar para pagar dívida de mais de R$ 200 mil em hospital


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

A família da professora Eliete Maia, de 42 anos, que morreu no dia 13 deste mês após uma longa luta contra a Covid-19, está fazendo um bazar beneficente para arrecadar dinheiro e pagar a dívida de mais de R$ 200 mil que ficou no hospital após a morte de Eliete.

O bazar ocorre neste domingo (18), na Paróquia santa Cruz, localizada na Rua Raimundo Irineu Serra, Loteamento Novo Horizonte, em Rio Branco, das 9h às 15h.

A professora morreu cinco dias depois de o irmão, o tenente da reserva remunerada Sebastião Maia de Andrade, também falecer vítima da doença. A família diz que as perdas não têm sido fáceis.

Em junho, a família chegou a fazer uma campanha para arrecadar dinheiro e transferir Eliete para São Paulo por UTI aérea. A sobrinha dela, Patrícia de Andrade Bomfim, diz que os primeiros sintomas apareceram no dia 21 de maio, mas ela só conseguiu fazer o teste na farmácia no dia 26. No dia 30 de maio foi internada e quando foi intubada já estava com 90% do pulmão comprometido.

“Começou com uma tosse, dor na garganta, na cabeça e no corpo, tentou fazer o teste e não conseguiu, só depois de 7 dias. Testou positivo, começou a fazer acompanhamento, fez tomografia que mostrou comprometimento no pulmão. O médico passou a medicação, mas a falta de ar não melhorou. Procurou o Into e já ficou internada, saturando muito baixo 85, 87.”

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner
Bitnami