PRODUZIR PARA EMPREGAR

Além do gabinete de Mailza: Pastor Ildson já concorreu ao governo do Acre como vice de Bocalom


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O diretor da Santa Casa de Misericórdia, Pastor Ildson Viana, que está sendo acusado de cometer assédio sexual em entrevista de emprego, foi exonerado do gabinete da senadora Mailza Gomes (Progressistas) nesta quinta-feira (22), onde recebia salário de mais de R$ 14 mil. Além disso, ele já concorreu ao governo do Acre em 2010.

À época filiado ao PMDB, Pastor Ildson fez parte da chapa “Liberdade e Produzir para Empregar”, que tinha como cabeça o atual prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, que havia se candidatado pelo PSDB.

A chapa, no entanto, foi derrotada por muito pouco para o ex-senador Tião Viana (PT) que assumiu o lugar de seu correligionário, Binho Marques. A disputa foi decidida em primeiro turno, com apenas 4.497 votos de diferença entre os dois. O terceiro candidato era Tijolinho, do PRTB, que recebeu apenas 1.035 votos.

> LEIA TAMBÉM:

Em sua gestão na prefeitura, Bocalom também está tendo que lidar com acusações de assédio sexual contra o seu secretário de Saúde, Frank Lima, que foi denunciado por algumas servidoras por supostas “propostas indecentes” para composição de cargos; segurado na cintura de uma mulher e dito que “ela estava para o crime”; e fazer piadas de cunho sexual dentro de elevadores. Ele está sendo investigado pela Corregedoria Geral da Prefeitura.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner
Bitnami