VIOLÊNCIA

Polícia conclui que jovem achado esquartejado em sacos de lixo no Acre foi confundido com membro de facção rival


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

Após mais de dois meses, a Polícia Civil concluiu o inquérito sobre a morte do jovem Thiago da Silva Farias, de 21 anos, e descobriu que ele foi confundido com um integrante de uma facção rival. O rapaz passava alguns dias na propriedade rural do tio quando foi morto, esquartejado e colocado dentro de sacos plásticos.

O corpo foi achado no dia 13 de maio próximo a um igarapé, no município do Bujari. Contudo, segundo informou a família na época, a data que constou no atestado de óbito foi 7 de maio.

Thiago Farias estava cuidando da propriedade do tio, que fica no Km 72 da BR-364 e mais 10km de ramal quando ocorreu o crime. O tio percebeu que o sobrinho tinha desaparecido, foi procurar e achou o corpo do rapaz. A polícia chegou a acreditar que Farias tinha sido vítima de latrocínio.

“Esse jovem foi morto porque foi confundido com integrante de uma facção rival, no entanto, a investigação demonstrou de forma clara que ele não tinha nenhuma ligação com facção e nem com crime. Pelo contrário, era um jovem trabalhador, estudante que foi passar uns dias na colônia do tio e, infelizmente, foi confundido e vítima desse crime”, explicou nesta sexta-feira (30) o delegado Bruno Oliveira, responsável pelo caso.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner
Bitnami