BLOG DO SIQUEIRA

Conheça o homem que foi adorado como Deus no mundo moderno — Blog do Siqueira


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe
Um Deus vivo — Estima-se que no mundo existam cerca de 40 mil religiões diferentes e cada qual interpreta Deus à sua maneira e todas devem ser respeitadas. Algumas não têm deuses, como o Budismo, outros acreditam que a encarnação de Deus viveu há milênios, mas uma em específico conheceu seu Deus ainda em vida, eu os apresento Haile Selassie, imperador da Etiópia falecido em 1975.
 
Tudo começou quando um ativista jamaicano chamado Marcus Garvey iniciou um movimento chamado “Volta Para a África”, em 1914, a campanha inspirava negros a não esquecerem de suas origens e ancestralidade que lhe foram retiradas com a expansão da escravidão no mundo, além de exigir que as potências coloniais europeias desocupassem o continente africano.
 
Garvey profetizou: “Olhem para a África, onde um rei negro vai ser coroado, anunciando que o dia da libertação estará próximo”.
 
A profecia se concretizou quando em 1930 Selassie foi coroado imperador da Etiópia. Segundo a crença, ele fazia parte de uma dinastia que descendia do Rei Salomão e a sua coroação foi vista como sinal de esperança para os pobres Jamaicanos que passaram a acreditar em dias melhores. Logo, Selassie foi considerado a reencarnação de Deus na terra, recebendo como alcunha uma variação da palavra hebraica Yahweh (Jeová), ficando apenas JAH.
 
Em 1936, Selassie realizou um discurso na Liga das Nações, posicionando-se contra a violência e as teorias racistas que eram provenientes da Segunda Guerra Mundial. Além disso, ele foi o responsável pela criação da União Africana.
 
O nome Haile Selassie, significa “O Poder da Divina Trindade” e só foi recebido após a coroação. Antes, seu título era chamado de “Ras” o que em sua língua nativa equivalia a um príncipe e seu nome de batismo era “Tafari Makonnen”, logo aqueles que acreditaram na profecia de Garvey passou a chama-lo de “Ras Tafari”.
 
Embora o posto tenha sido dado, Selassie não viveu entre os rastafaris, chegando a visitar a Jamaica apenas uma vez em sua vida para conhecer aqueles que o amava, em 1966.
 
A visita foi extremamente importante para a ascensão do movimento rastafari, pois ela influenciou vários jovens das periferias a ingressarem no movimento, entre eles, um jovem pobre de 21 anos chamado Bob Marley, que havia nascido em família cristã ortodoxa.
 
Selassie é até hoje símbolo de esperança, de luta e uma conexão direta daqueles que foram arrancados de suas raízes para serem escravizados e depois descartados à própria sorte, fadados a uma vida de miséria.
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner
Bitnami