DENÚNCIA

PM ignorou informações sobre homem jogado de passarela no Acre, denuncia repórter


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

Na última terça-feira (28), Rio Branco acompanhou a notícia de que um homem identificado como Vonivon de Oliveira dos Santos, de 44 anos, foi jogado ponte abaixo da passarela Joaquim Macedo por dois homens.

A informação inicial é de que a crueldade teria sido cometida após uma briga da vítima com os autores. Com o nível do Rio Acre baixo, o ponto em que Vonivon foi arremessado chegava a ter mais de 15 metros de altura.

Homem foi jogado da passarela Joaquim Macedo após ser agredido à pauladas. — Foto/Marcos Dione/Folha do Acre

No entanto, o repórter Marcos Dione, denunciou em seu perfil no Facebook nesta quarta-feira (29) que os policiais militares que atenderam a ocorrência ignoraram informações a respeito da vítima. Na publicação, Dione informa ainda que Vonivon foi assaltado e não envolvido em uma briga.

“[Vonivon] Deixou para trás uma pasta com documentos. Falei três vezes para os policiais, eles nem deram confiança e só me questionaram se a vítima era usuário de drogas, [depois] foram embora”, disse o repórter.

Printscreen retirado do Facebook

Após ser jogada da passarela, a vítima foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros (CBMAC) em estado debilitado por ter sido agredido a pauladas antes. Ele provavelmente teria se afogado se não fosse o nível seco do rio.

Vonivon foi encaminhado pelo Samu ao Pronto-Socorro com fraturas no corpo.  A dupla fugiu em direção ao Segundo Distrito e ainda não foi localizada.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner
Bitnami