GREVE

Médicos que trabalham para a prefeitura de Rio Branco decidem entrar em greve


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

Os médicos que trabalham para a Prefeitura de Rio Branco decidiram deflagrar greve durante assembleia realizada na noite de quinta-feira (7), segundo informações do próprio Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed).

O presidente Guilherme Pulici diz que a mobilização será iniciada a partir do dia 8 de novembro e terá um tempo de duração de 30 dias. O Sindmed irá notificar a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e demais órgãos públicos.

“Até o momento não obtivemos retorno da Prefeitura sobre a negociação, então os médicos decidiram dar um prazo para que os gestores possam ter tempo hábil para iniciar a negociação, avaliar a proposta e apresentar alguma contraproposta”, afirmou Pulici.

Eles exigem a abertura de negociações para a reforma do Plano de Cargo Carreira e Remuneração (PCCR).

Em nota enviada à imprensa, os sindicalistas afirmam que “aguardam há meses o retorno de uma nova reunião para iniciar as negociações, mas a Semsa se recusa a responder. Com a falta de atualização, pode existir uma decisão de demissão coletiva, deixando dezenas de unidades sem profissionais”.

A renovação do PCCR foi uma promessa feita pelo próprio prefeito Tião Bocalom (Progressistas), que se reuniu com os membros Sindmed ainda na campanha eleitoral para dialogar com a classe sobre os problemas da saúde no município.

Sem atualização, os médicos que trabalham para a Semsa recebem um salário de R$ 1,8 mil, sendo que a remuneração é complementada com gratificações e valores extra.

+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner
Bitnami