CORRUPÇÃO

Delegado descarta participação de servidores efetivos em investigação sobre desvio de combustíveis no Iapen


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O delegado Pedro Paulo Buzolin, que comandou as investigações para apurar desvios de combustíveis no Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), descartou a participação de servidores administrativos efetivos e policiais penais do Instituto. Buzolin disse que o esquema era operado por um servidor comissionado.

Todo dinheiro arrecadado, com a venda de quase 3 mil litros de combustíveis, era repassado a este servidor. Ele pontuou, ainda, que mais de 10 pessoas, sendo alguns empresários, participaram como compradores, alimentando a cadeia do crime.

WhatsApp_Image_2021-11-08_at_09.08.37-2.jpeg

“Dentro dessa investigação que durou quase 3 anos, não identificamos ninguém do quadro permanente do Iapen. Foi ventilado a participação de dois policiais penais, mas isso não procede. Essa investigação se iniciou-se em 2018. Chegamos há mais de uma dezena de pessoas que tinham participação no crime, adquirindo esse combustível abaixo do preço praticado nas bombas”, disse Buzolin

E acrescentou: “Esse dinheiro era repassado a um determinado servidor do Iapen. Nós tivemos todo o apoio do Iapen durante a investigação. Eram utilizados cartões extras para a liberação do combustível”.

COLETIVA

WhatsApp_Image_2021-11-08_at_09.08.37.jpeg

WhatsApp_Image_2021-11-08_at_09.06.16.jpeg

WhatsApp_Image_2021-11-08_at_09.08.36.jpeg

*As informações são do Notícias da Hora

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner