EDUCAÇÃO

Gladson volta atrás e amplia número de servidores da Educação que vão receber abono


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O governador Gladson Cameli (Progressistas) voltou atrás após protestos realizados e decidiu ampliar o pagamento do abono salarial de 8,5 mil professores para 12.558 servidores da Secretaria de Educação (SEE).

A informação foi confirmada pela secretária Socorro Neri.

O recurso faz parte do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). A chamada ‘sobra do Fundeb’ chega a mais de R$ 160 milhões e deve receber novo cálculo para definir o valor para cada servidor.

O Projeto de Lei (PL) que concede o abono salarial aos profissionais da Educação foi assinado pelo governador na última terça-feira (23).

Inicialmente, a proposta beneficiava somente os professores, especialistas em educação, coordenadores de ensino, coordenadores pedagógicos, gestores escolares e servidores cedidos que estejam na função de magistério e direção escolar lotados nas unidades de ensino e gerou protestos entre os servidores que não estavam inclusos.

Segundo informações do G1, o governo chegou a informar que o projeto tinha sido enviado para aprovação na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). Mas, neste sábado (27), a SEE informou que, na verdade, a proposta não chegou a ser enviada e que o novo texto que está sendo finalizado deve ser encaminhado para aprovação dos deputados na semana que vem.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner