SARGENTO DO TRISAL

Após ser considerado foragido, Sargento Nery se apresenta na delegacia e pode ser expulso da PM


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O sargento da Polícia Militar (PM) Erisson Nery, que se envolveu em uma confusão que terminou com o estudante de medicina Flavio Endres Ferreira, de 30 anos, baleado com quatro tiros, se apresentou na manhã desta segunda-feira (29) na delegacia de Epitaciolândia acompanhado de um advogado.

Nery é acusado de atirar cinco vezes contra Ferreira, que é estudante de medicina, na madrugada do último domingo (28) em um bar onde os dois acompanhavam a final da Taça Libertadores.

O sargento é famoso no estado por compor o chamado “trisal do Acre” e segundo testemunhas, a confusão teria começado após desentendimento do estudante com uma de suas esposas, a também sargento da PM, Alda Radine.

LEIA A COBERTURA COMPLETA:

Alda afirma ter sido assediada e agredida por Ferreira e que Nery agiu em sua defesa. Em vídeo divulgado nas redes sociais, Nery aparece visivelmente irritado e em determinado momento desfere um tapa na cabeça do estudante, que já estava caído e baleado.

O estudante foi levado em estado grave para o Pronto-Socorro de Rio Branco, onde passou por cirurgia e se encontra em estado estável.

Na delegacia, um grupo de estudantes protesta pedindo justiça em prol do colega baleado. Após a ação, Nery ficou foragido da polícia desde domingo e se apresentou na manhã desta segunda. Conforme nota da PM, a instituição garantiu que haverá uma investigação do caso e que Nery deve responder por um Inquérito Policial Militar (IPM) e pode ser expulso da corporação.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner