POLÍCIA

Policial penal que matou picolezeiro em Rio Branco é encaminhado ao hospital após ingerir alta dosagem de medicamentos


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O policial penal Alessandro Rosa Lopes, de 38 anos, preso por matar a tiros um vendedor de picolés em Rio Branco durante uma discussão, foi encaminhado ao Pronto-Socorro nesta quarta-feira (8) após ingerir uma quantidade excessiva de medicamentos.

Segundo informações do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Lopes toma remédios controlados e foi encontrado em sua cela na ‘Papudinha’ após uma alta dosagem.

Ele se encontra em observação no PS e tem quadro de saúde estável.

Alessandro Rosa Lopes está preso desde dezembro de 2020. Foto/Divulgação.

Alessandro Rosas Lopes está preso desde dezembro de 2020 após ter matado a tiros Gilcimar da Silva Honorato, de 38 anos, que era picolezeiro. O crime aconteceu em um bar no Conjunto Esperança, em Rio Branco, por volta das 9h.

Lopes teria se irritado com um homem que também estava bebendo no local e o agrediu, não gostando da atitude do policial, o picolezeiro foi defender o amigo e pegou uma faca de pequeno porte que usava no carrinho de picolés e atacou o agente, que foi até seu carro, pegou uma arma de fogo e perseguiu o ambulante, efetuando dois tiros em suas costas. Ele morreu no local. Uma câmara de segurança gravou toda a perseguição:

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner