PROTESTO

Servidores “excluídos” por Bocalom do abono da Educação protestam na Câmara de Rio Branco


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

Servidores da Educação de Rio Branco protestaram nesta quinta-feira (9) na Câmara Municipal (CMRB) pela inclusão no pagamento do abono do Fundeb.

Segundo informações do Portal da Prefeitura, 1.543 professores, coordenadores pedagógicos e gestores, irão receber R$ 9,5 mil que serão divididos em duas parcelas. A primeira no valor de R$ 4,7 mil que será paga dia 20 de dezembro e a segunda, de R$ 4.750 mil, no dia 30 de dezembro.

Para os 1.193 servidores classificados como pessoal de apoio, cada um vai receber R$ 7 mil. A primeira parcela de R$ 3.5 mil, dia 25 de janeiro e a segunda, de R$ 3.5 mil, dia 10 de fevereiro.

Foto/ac24Horas

Diferente do que acontece no Governo do Estado, onde todos os servidores da categoria terão direito ao abono, a informação é de que o prefeito Tião Bocalom (Progressistas) quer pagar apenas para aqueles professores que têm dois contratos com a Secretaria Municipal de Rio Branco (Seme). Além disso, profissionais técnicos que atuam na Seme também foram excluídos e também protestam.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner