FIM DO PROTESTO

Policiais penais aceitam nova proposta do Governo e decidem encerrar acampamento na Aleac


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

Os policiais penais decidiram aceitar uma nova proposta apresentada pelo governo nesta quinta-feira (9) e com isso encerraram o protesto na entrada da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), que mantinham desde o dia 30 de novembro.

A categoria pressionava pela equiparação de salários com as outras forças de Segurança, incorporação da gratificação aos salários e mudança do contrato de nível médio para superior.

A reunião ocorreu com vários representantes do governo na Casa Civil. Além dos representantes da categoria, estiveram presentes o secretário de Planejamento, Ricardo Brandão, os deputados Gehlen Diniz e Pedro Longo, o presidente do Instituto de Administração Penitenciário (Iapen), Arlenilson Cunha e o secretário de Segurança, Paulo César .

Foto: Ana Paula Xavier/Rede Amazônica Acre

O governo diz que atendeu as reivindicações da categoria dentro do que a legislação permite e garantiu o vencimento único e também a elevação do nível do concurso de nível médio para superior.

O presidente da Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do Acre (Asspen), Eden Azevedo, disse que ainda na tarde desta sexta os servidores devem debater a nova proposta, mas que o acampamento vai ser suspenso. Segundo ele, a categoria segue sem tirar o banco de horas. Os policiais se negam a tirar extras, cumprindo apenas o plano operacional padrão (POP), o que afetou as visitas nas unidades prisionais desde o dia 17 de novembro.

“Decidimos retirar o acampamento e vamos ainda debater a lei com a categoria e sobre o nosso banco de horas. Mas, com o que foi apresentado, nos sentimos agraciados”, diz.

O secretário de Segurança, Paulo César, disse que uma cópia da lei orgânica que regulamenta a categoria foi dada aos policiais penais e o governo conseguiu atender algumas reivindicações.

“Houve uma reunião e o Estado entregou uma cópia da minuta da lei orgânica que será enviada à Aleac e vai atender a demanda deles. A princípio, conseguimos atender aquilo que foi questionado, que é a questão do nível superior, dentro do que a legislação permite, e também a criação do vencimento único”, destaca.

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner