POLÍTICA

Federação do PSB com PT pode confirmar Jenilson Leite como candidato de Lula ao governo do Acre em 2022


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) deu início na quarta-feira (8/12) a uma consulta a todos os presidentes de diretórios estaduais da legenda sobre a possibilidade de formar uma federação com o Partido dos Trabalhadores (PT) para as eleições de 2022.

A reunião ocorreu na sede do partido, em Brasília (DF), sob a condução do presidente da legenda, Carlos Siqueira.

Aprovada pelo Congresso Nacional em setembro, as federações têm natureza permanente — são formadas por partidos que têm afinidade programática para atuar de forma conjunta e duram pelo menos os quatro anos do mandato. Se algum partido deixar a federação antes desse prazo, sofre punições, tais como a proibição de utilização dos recursos do Fundo Partidário pelo período remanescente.

Para formalizar a federação, PSB aceita ter Lula como candidato à presidência da República mas quer que o PT renuncie a candidaturas próprias nos estados, como o caso do Acre, onde a sigla avalia lançar o ex-senador Jorge Viana ao Governo. Nesse caso, Viana confirmaria sua candidatura ao Senado e o governo seria disputado pelo deputado Jenilson Leite, eleito pelo PCdoB e está no PSB desde 2020.

Participaram da reunião na última quarta 23 presidentes de diretórios estaduais. Desses, 18 disseram ser favoráveis à federação com partidos do campo da esquerda, incluindo o PT, PCdoB, Psol e PV. Quatro estados demonstraram apoio à formação da frente com os demais partidos, mas sem o PT. São eles: Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Distrito Federal e Mato Grosso. Só o estado do Tocantins se manifestou contra a formação da federação com qualquer uma das siglas.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner