CRISE NO TRANSPORTE

Após repasse milionário, empresas de ônibus pedem mais dinheiro da prefeitura e ameaçam nova paralisação


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O repasse de R$ 2,4 milhões feito às empresas de ônibus pela prefeitura de Rio Branco no dia 14 de outubro parece não ter sido suficiente para controlar a crise no transporte coletivo vivida na capital acreana.

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo (Sindcol) emitiu um ofício à Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (RBTrans) solicitando um novo auxílio financeiro às empresas sob ameaça de uma nova paralisação a partir deste domingo (16).

Os empresários alegam que ao longo dos quase dois anos de pandemia só acumularam prejuízo.

Na noite deste sábado (15), as empresas Via Verde e São Judas Tadeu divulgaram nota informando que caso não haja uma resposta do prefeito Tião Bocalom (PP) em relação ao auxílio para “compra de óleo”, as linhas que são responsabilidade dessas empresas não entrarão em operação.

A prefeitura de Rio Branco informou por meio da RBTrans que não recebeu nenhum ofício dos representantes do transporte público, mas caso a paralisação ocorra, a medida é de autuar as empresas.

 

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner