TRÂNSITO

Acre reduziu em mais de 27% mortes no trânsito em 2021


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

O Acre diminuiu mais de 27% o número de mortes causadas por acidentes de trânsito. O dado foi divulgado pelo Setor de Estatística e Análise Criminal da Polícia Militar e leva em consideração todo o ano de 2021, em que foram registradas 45 mortes nas vias estaduais. No ano anterior, 62 pessoas morreram em acidentes de trânsito no perímetro estadual.

O levantamento mostra ainda que também os acidentes sem vítimas se reduziram. De acordo com a presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC), Taynara Martins, os dados significam o compromisso do governo do Estado em proteger vidas no trânsito.

“As reduções de acidentes e mortes são reflexo do trabalho incessante das nossas equipes de educação, engenharia e fiscalização, sempre com o apoio das forças da Segurança, principalmente da Polícia Militar. Porém, apesar da redução, nossa meta é que nenhuma pessoa tenha a vida abreviada ou fique mutilada por uma irresponsabilidade cometida nas vias”, enfatiza.

De acordo com estudo realizado em 2020 pelo Ministério da Infraestrutura (Minfra), a principal causa de acidentes de trânsito no Brasil está ligada à negligência dos motoristas: 53,7%. Desse percentual, 30,3% ocorrem por infrações das leis de trânsito. Em 2021, por exemplo, houve uma alta de 127% nos índices de embriaguez ao volante, se comparado com o ano anterior.

“Só vamos conseguir evitar acidentes quando conquistarmos a mudança de comportamento no trânsito, quando todos compreenderem que, ao conduzir um veículo, temos responsabilidade com a vida”, conclui Taynara Martins.

Segundo o Atlas da Acidentalidade no Transporte Brasileiro – estatística da indústria automobilística alimentada com dados da Polícia Rodoviária Federal, com ênfase na análise de acidentes envolvendo caminhões e ônibus -, em 2020 as principais causas de acidentes foram:

  1. Falta de atenção;
  2. Desobediência à sinalização;
  3. Velocidade incompatível;
  4. Ingestão de álcool no volante;
  5. Defeito mecânico no veículo;
  6. Desobediência  à distância de segurança;
  7. Dormir ao volante;
  8. Animais na pista;
  9. Ultrapassagem indevida;
  10. Defeito na via.

Post navigation

Assessoria de Comunicação

Close Bitnami banner