NOITES ALIENÍGENAS

‘Represento milhares de jovens’, diz Gleici Damasceno sobre filme acreano exibido na Suécia


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

Mostrando a realidade das periferias da capital acreana, o longa “Noites Alienígenas”, produzido pelo diretor Sérgio Carvalho e gravado 100% em Rio Branco, foi exibido no Festival de Cinema de Gotemburgo, na Suécia, entre 30 de janeiro e 6 de fevereiro, e tem no elenco a campeã do Big Brother Brasil 18 e ex-No Limite, Gleici Damasceno.

No filme, ela faz o papel de Sandra, que é moradora da periferia e mãe solo. Diferente da temática ambiental, abordada sempre quando se fala em Amazônia e Acre, o filme mostra uma realidade social que não é muito debatida no âmbito nacional quando se trata do Norte: o impacto da criminalidade na vida dos jovens.

“Noites Alienígenas” é um filme que fala de resistência, juventude e aborda, principalmente, o universo da cultura periférica. Também escancara a realidade da nova rota de tráfico e os impactos sociais desde que o crime organizado passou a atuar no estado.

No centro do enredo encontram-se Rivelino (Gabriel Knoxx), um jovem rapper e grafiteiro que deixa sua arte em forma de nave espacial pelos muros da cidade; Paulo (Adanilo Reis), um jovem indígena, dependente químico, que é assombrado pela ancestralidade do seu povo; e Sandra (Gleici), uma jovem negra e empoderada, mãe do filho de Paulo, que tem no hip-hop um refúgio e espaço de resistência.

Para Gleici, a narrativa do filme não é algo distante da sua realidade. Atualmente, ela tem se dedicado a atuar, fazendo cursos livres e também se dedicando a aprender as técnicas.

O filme ainda não tem data para ser exibido no estado devido ao avanço dos casos de Covid-19.

*Com informações do G1

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.
Close Bitnami banner