ECONOMIA

Guerra na Ucrânia pode reduzir preço da castanha no Acre


Voiced by Amazon Polly
Compartilhe

A Rússia tem sofrido sanções nunca antes vistas desde que decidiu invadir o país vizinho, a Ucrânia, no último dia 23 de fevereiro. Com isso, uma grande “bagunça” na economia mundial deve ocorrer nas relações de exportações e importações com a nação comandada por Vladimir Putin.

Um desses produtos é a castanha-do-Brasil, na qual a Rússia é um grande importador. Com a exclusão do país da Sociedade para as Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais (Swift) ficará difícil para o produtor acreano e de países como Peru e Bolívia receberem pelo que foi vendido.


Leia nossas entrevistas exclusivas sobre a guerra:


De acordo com o presidente da Cooperativa Central de Comercialização Agroextrativista do Acre (Cooperacre), Manoel Monteiro, disse que caso isso ocorra, a demanda de castanha ficará reprimida nesses lugares, o que seguirá a lei da oferta e procura de Adam Smith: muito produto no mercado, os preços despencam.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira
Close Bitnami banner