ELEIÇÕES 2022

Marcio Bittar se afasta oficialmente do Senado e deve se dedicar à candidatura de ex-esposa


Marcio Bittar (União Brasil) não será senador pelo menos pelos próximos quatro meses. Tomou posse em seu lugar o médico oftalmologista Eduardo Velloso, de seu partido, que ocupará sua cadeira no Congresso Nacional.

O anúncio do afastamento foi dado no dia 20 de abril pelo próprio senador, que foi eleito em 2018 com 185 mil votos, na época pelo MDB. Era a segunda vez que Bittar tentava uma disputa ao Senado, a primeira foi em 2002, quando foi derrotado por Marina Silva e Geraldinho, na época, respectivamente do PT e PSB.

Sem suas obrigações parlamentares em Brasília, Bittar deve se dedicar à candidatura de sua ex-esposa, Márcia, ao Senado. Candidatura essa que vem enfrentando resistência dentro do próprio grupo, uma vez que seu partido deve lançar o deputado Alan Rick; e outros aliados estão divididos entre Jéssica Sales (MDB), Vanda Milani (PROS) e uma possibilidade de disputa por Mailza Gomes (Progressistas).

Além de Bittar, o senador Sérgio Petecão (PSD) também deve se afastar do Congresso. A posse de sua suplente, a ex-deputada Maria das Vitórias (PSD), de 79 anos, está marcada para este início de junho. Petecão deve usar o tempo para se dedicar à candidatura ao Governo, onde enfrentará adversários como Gladson Cameli (Progressistas), Jenilson Leite (PSB) e Mara Rocha (MDB).

 

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, professor de idiomas e assina o Blog do Siqueira