JUSTIÇA

Homem que matou namorada em ‘roleta russa’ no Acre é condenado


Alessandro Silva Magalhães foi condenado a 16 anos de prisão por matar a namorada, Cristina Raquel dos Santos, de 20 anos, em maio de 2020 em Rio Branco. A vítima foi atingida por um disparo de arma de fogo na cabeça após uma discussão do casal.

Na denúncia consta também que os dois tinham participado de uma ”brincadeira de roleta-russa” no dia anterior ao crime. O homicídio ocorreu no bairro Jorge Lavocat, na capital, e o suspeito fugiu após o disparo. Magalhães foi preso em setembro do ano passado no bairro Conquista, mais de um ano após o crime.

O julgamento do acusado começou após às 8h, nesta quarta-feira (22), na 1ª Vara do Tribunal do Júri e a sentença foi anunciada após às 15h. Ele não pode recorrer em liberdade.

Alessandro Magalhães foi condenado por homicídio doloso, com a qualificadora de feminicídio e recurso que dificultou a defesa da vítima. Ao g1, o advogado do réu, Sidney Lopes Ferreira, disse que já entrou com recurso contra a sentença.

“Ele não pode recorrer em liberdade porque já tem uma condenação transitando em julgado por outro fato. A defesa já entrou com recurso”, resumiu.

A defesa do acusado chegou a pedir, durante audiência de instrução e julgamento, que fosse derrubada a qualificadora de feminicídio e que ele respondesse por homicídio culposo, alegando que ele não teve intenção de matar. Mas, a juíza Luana Campos decidiu aceitar o pedido do Ministério Público e pronunciá-lo por homicídio doloso, com a qualificadora de feminicídio, além de recurso que dificultou a defesa da vítima.

*g1

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.