ENCURRALADA

Polícia Civil prende vereadora de Feijó em operação contra estelionato e roubo mediante fraude


A vereadora de Feijó, Aurelinda Portela (Progressistas), foi presa na manhã desta segunda-feira (8/8) durante uma ação conjunta da Polícia Civil e o Ministério Público, investigada por estelionato e furto mediante fraude, supostamente praticados contra trabalhadores rurais, indígenas e idosos.

Além da prisão da parlamentar, a Justiça determinou que fossem resgatados 251 cabeças de gado que estavam nas propriedades da filha e do marido da vereadora.

Em junho de 2021, Aurelinda Portela já havia sido presa pelo mesmo crime. A prisão foi feita em flagrante pela Polícia Federal (PF), mas foi solta após pagamento de fiança durante a audiência de custódia na sede da Primeira Vara Federal de Cruzeiro do Sul. Na ocasião, a vereadora sofreu como medida cautelar, não poder ter contato com indivíduos dos grupos indígenas e trabalhadores rurais.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, a vereadora continuou praticando os crimes. As vítimas eram, sobretudo, pessoas analfabetas, o que facilitaria a ação da fraude.

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.