UTILIDADE

Energisa anuncia mudança no modelo da conta de luz para trazer mais segurança ao cliente


A partir de novembro, o modelo da conta de luz vai mudar no Acre. Conforme determinação do governo, a fatura passa a ser um documento auxiliar de nota fiscal eletrônica, tecnicamente conhecida como NF3-e. Na prática, o novo layout reforça a segurança para o cliente na hora de fazer o pagamento, possibilitando o acompanhamento online da conta, em tempo real. Isso garante a confiabilidade das informações e do documento entregue ao cliente, evitando fraudes.

Como vai ficar?

A primeira mudança será no alto da conta. Nele, terá uma faixa laranja com os dados da Energisa. Os dados da Unidade Consumidora (UC) virão logo abaixo. Esse número não muda. Já o nome do documento deixa de ser apenas Nota Fiscal, passando a ter descrito como DANF3E Documento Auxiliar da Nota Fiscal. Além disso, haverá um novo QR Code, também na parte de cima. Posicionando a câmera do telefone nele, o cliente vai ter acesso às informações fiscais, enviados diretamente da base de dados do governo do estado. Esse QR Code também serve para que o cliente verifique se a conta que está recebendo é verdadeira ao conferir os seus dados.

Histórico de consumo e formas de pagamento

Todos os outros dados da conta, como histórico de consumo continuam na conta, logo abaixo dos dados fiscais. Mas é na parte final da fatura é que estão o QR Code para pagamento via pix ou o código de barras. Ou seja, no QR Code de cima você conhece os dados fiscais da conta. No debaixo é para pagamento com PIX da Energisa, onde o cliente ainda pode concorrer a “Um ano de conta grátis”. Para saber mais sobre a nova conta, o consumidor pode buscas as agências ou um dos nossos canais. Todos estes meios foram reforçados para apoiar o consumidor.

Serviço

Aplicativo Energisa On (disponível no Google Play ou App Store)
Site: energisa.com.br
Call Center: 0800 647 7196

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.