HISTÓRIA POLÊMICA

VÍDEO: Marcelo Bimbi nega ter agredido modelo paraense, mas confirma ter sido levado no ‘camburão’


O modelo acreano Marcelo Bimbi, que se envolveu em uma polêmica de uma suposta agressão contra uma mulher em Belém (PA), negou as acusações e o fato de ter sido conduzido à delegacia por desacato.

Em um vídeo (veja abaixo) divulgado em seus stories do Instagram, Bimbi aparece ao lado do advogado Raul Moreira Leite e afirmou ter ido à delegacia por vontade própria. Sobre o desacato, o ex-participante de A Fazenda disse que câmeras do hotel em que estava hospedado teriam desmentido a versão de Letícia, a mulher que o acusa de agressão, de que houve qualquer ato violento contra os policiais.

Sobre a acusação de agressão, Bimbi afirmou: “quem me conhece sabe que posso ter todos os defeitos do mundo, mas agressor eu não sou. Nunca agredi nem um homem, quanto mais uma mulher”. Ele também falou que o fato de não ter sido solicitado um exame de corpo de delito no dia da confusão, seria uma prova de que não houve violência física e que ele foi um dos que ligou para a polícia.

“Se eu fosse uma pessoa que oferecesse qualquer perigo à sociedade, ou fosse um agressor, creio eu que estaria detido até agora”. Bimbi finaliza agradecendo as mensagens de amigos e familiares e explicou que as mensagens que deixo nos stories, onde pediu ajuda e chegou a afirma que “iria morrer”, aconteceram em um momento de pânico: “nunca me vi em um camburão na minha vida, nunca fiz nada por onde estar ali, foi uma situação nova e realmente fiquei com medo. Falei algumas coisas demais, mas já está tudo bem”.

Assista:

O outro lado

Segundo informações declarado pela modelo em um Boletim de Ocorrências (BO), divulgadas pelo site O Liberal, a influenciadora Letícia, disse ser ex-namorada de Marcelo Bimbi. Os dois teriam se conhecido em São Paulo e o modelo foi até Belém, onde ela mora, apenas com a roupa do corpo para vê-la.

Na cidade, ele teria solicitado fazer um sexo à três, o que foi consentido. A confusão, no entanto, teria ocorrido após o acreano negar a usar preservativo e ter se irritado após as mulheres recusarem a continuar o ato. Tempo depois, Letícia alega que foi agredida pelo modelo e ligou para a polícia. Quando os militares chegaram, ele teria cometido um desacato, o que teria feito com que ele fosse levado no ‘camburão’.

Nesse momento, foi quando ele publicou uma série de mensagens no Instagram, onde pedia ajuda:

“Me ajudem. Vão me matar em Belém. Não fiz nada. Polícia está errada. Preciso de ajuda. Socorro! Me ajudem, por favor. Preciso de ajuda! Não mereço estar em um camburão!”, dizia uma delas. Logo em seguida, foi publicado um apelo crítico ao governador Gladson Cameli (Progressistas): “Cadê governador do Acre? Não vai me ajudar? @gladsoncameli, na hora do bem bom, você foi meu amigo. Estou em um camburão. Vão me matar aqui no Pará. Não vai fazer nada? Covarde!!!!”, completou.

Cerca de duas horas depois, ainda foram divulgados mais dois posts. “Me despeço dessa vida. Obrigado a todos vocês, que larguei [sic] e hoje vocês estão me acusando. Adeus! Cuidem do meu corpo! Obrigado.”

“Eu fui preso. Jogado em um camburão. Sem ar. Eu não mereço isso!!!”, ainda dizia outra postagem no Instagram de Bimbi.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, amante de meditação e da boa cozinha. Contato: andersonsiqueira.br@gmail.com