DECISÃO

Policiais militares do Acre estão proibidos de participar de manifestações contra resultado das urnas


O Corregedor Geral da Polícia Militar do Acre (PMAC), major Jamisson de Paiva Neri, emitiu uma recomendação para que militares sejam proibidos de participar de manifestações que questionam os resultados das eleições 2022 para presidente, reconhecido pelas autoridades competentes e pela comunidade internacional.

A proibição vale para policiais militares da ativa, em serviço ou até mesmo durante a folga. Em caso de descumprimento, o militar responderá um procedimento disciplinar.

A corregedoria afirmou que policiais militares do Acre são “expressamente proibidos de participar de manifestações públicas de cunho político-partidário ou de caráter reivindicatório”.

No início de novembro, a Corregedoria da PM investigou um vídeo que circulou nas redes sociais em que um policial militar, que não teve a identidade revelada, aparece interagindo e sinalizando apoio aos manifestantes bolsonaristas durante um bloqueio ilegal da BR-317, entre os municípios de Brasileia e Assis Brasil. Além disso, o militar passa por um procedimento de apuração pela própria PMAC.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, amante de meditação e da boa cozinha. Contato: andersonsiqueira.br@gmail.com